Na Outra Margem 06/12/2012 – especial Fernando Lopes Graça 2

livro teresa cascudoAs músicas do povo – do seu e de outros – foram referências fundamentais no percurso artístico, intelectual e social de Fernando Lopes Graça. Matriz de muitas das suas obras, constituiram objecto de investigação, recolha, recriação, fundamento da construção duma identidade musical própria mas também nacional, exortada em muita da vasta criação literária que deixou. Vários lançamentos recentes no mercado relativos ao legado do compositor abordam este aspecto da sua obra. Entre eles, estão o livro de Teresa Cascudo “A tradição como problema na obra do compositor Fernando Lopes-Graça – um estudo no contexto português” (ed. Doble J), que vai ser apresentado numa sessão nesta 6ª feira, 7 de Dezembro,CD cassuto às 18h30, no Museu da Música Portuguesa-Casa Verdades de Faria, no Monte Estoril,  e o CD com obras orquestrais como a Sinfonia per Orchestra, dirigido por Álvaro Cassuto (ed. Naxos – dist. Companhia Nacional de Música).  Na Outra Margem reuniu a musicóloga e o maestro, para uma conversa com sentidos frequentemente divergentes.

Na 2ª parte, inclui-se também uma breve entrevista com o maestro Mário Mateus, que dirigiu uma nova criação duma das obras máximas de Lopes Graça, o Requiem pelas Vítimas do Fascimo em Portugal, publicado em CD há alguns meses pela Numérica.

Ouvir em podcast:

Parte 1                                   Parte 2

(agradecimentos ao Instituto Francês de Portugal, pela cedência do espaço para a realização da entrevista)

Anúncios